Loading...
 

cotidiano.dela

Cotidiano Dela #elaeocotidianodela Inspirar. Respirar. Empoderar. http://cotidianodela.com.br/
4,590 posts
90,407 followers
434 following

No bloco de anotações dela: uma pergunta sem tanta certeza na resposta. #cotidianodela #elaeocotidianodela

1 hour ago comment 1 star 414

Minha malu,
hoje eu sou feliz. demais. isso não significa que eu não tenha momentos de extremo cansaço e estresse da mente, mas eu estou feliz. só que nem sempre foi assim. e, não, você não é culpada. você é tão vítima quanto eu. no início da sua vida, quando suas angústias eram bem mais complicadas que as que apresenta hoje, mamãe se sentia triste. não era porque você chorava ou não dormia, na verdade nem sei se há uma explicação prática. mamãe simplesmente se sentia triste.

por não ter me preparado com antecedência para virar mãe, mamãe leu muito, muito mesmo, nos nove meses que você morou na barriga dela. sabia tudo sobre parto, sobre o que cada escolha representaria, quais itens ter no enxoval, até sobre como a amamentação poderia ser complicada – e foi. e também sabia sobre tristeza ou até depressão pós-parto. mamãe sabia tudo sobre como os hormônios e a falta de se reconhecer em si poderiam trazer tristeza profunda, apesar de ter nos braços uma alegria imensa. mas, mesmo assim, mamãe não teve a destreza para assumir para si que estava mal.

mamãe quis muito ter um parto normal, mas não conseguiu. isso se transformou em frustração que viria a se aliar com outras questões delicadas. depois, por muito tempo, mamãe lutou com o próprio corpo para te alimentar. porque era difícil, porque doía, porque tinha sono. mas era uma escolha minha fazer aquilo e, assim como tudo na minha vida, encaro essas escolhas com extrema determinação. eu amamentava por amor, não amava amamentar. mas as dificuldades de te alimentar me desencadearam uma série de faltas: falta de vontade de sair, faltas nas ocasiões com as amigas, a falta que eu sentia do corpo de antes da gravidez, falta de felicidade. • cartas para malu - #5, a @biancafc e seus relatos emocionantes sobre a maternidade real. conteúdo completo no site: cotidianodela.com.br • [ malu, a tia ju é muito fã da sua mãe! ] #cotidianodela #elaeocotidianodela #maternidade

4 days ago comment 8 star 493

No bloco de notas dela #cotidianodela #elaeocotidianodela

5 days ago comment 10 star 1,935

Mestre quando não conhecemos, carrasco sempre, mas a gente demora para ter consciência disso. #cotidianodela #elaeocotidianodela

5 days ago comment 2 star 767

Leia ouvindo: rubel – quando bate aquela saudade

é difícil entender o motivo pelo qual nos conectamos com alguém. questionamos nossos sentimentos, e normalmente, bem nessa hora, a insônia invade a cama.

a consciência pergunta o tempo todo o que fazia ali nos últimos tempos.

em meio a escuridão, recordava os bons momentos – e os péssimos. mas o amor mora no coração e não no que imaginamos. podem jogar na cara que coração é apenas um músculo que nos faz funcionar, mas acho que esse tipo de coração é uma parte do cérebro que conecta as pessoas e nos faz amar.

e o amor, bem, ele nunca morre. enfraquece, mas nunca morre. • #capsulas por @luizapellicani 😊. conteúdo completo no site: cotidianodela.com.br • #cotidianodela #elaeocotidianodela

6 days ago comment 17 star 1,000

No bloco de notas - sobre o corpo - dela. #cotidianodela #elaeocotidianodela

6 days ago comment 14 star 1,239

Leia ouvindo: adriana calcanhoto - esquadros

a vida como ela não é. pronto, do rolo da câmera para o meu instagram.

a vida como ela não é, em foto. na real, ela é muito melhor. no instagram a gente posta a foto que quer, com legendas que a gente não sabe bem de onde veio e as vezes fica se perguntando porque compartilhar algo que na realidade, é maior do que um simples registro.

fotografia é eternizar momento e sentimento. no compartilhamento desenfreado da vida como ela não é, a gente eterniza o que não precisa e deixa sentimentos à deriva.

ninguém é tudo aquilo que posta, nem dá para esperar que seja. o mundo seria perfeito, com pessoas de pele perfeita, com famílias na mais pura harmonia e com relacionamentos na mais pura sintonia.

a vida como ela não é.

não vamos generalizar. não vamos! tem realidade, sincronicidade e a vida como ela é. nua, crua e exposta.

dentro da minha reflexão coube tudo, da foto ao texto. coube a certeza de que por mais bonita que seja a fotografia, só quem estava vivendo dentro ela sente.

sente e nem percebeu. aquilo que faz parte da rotina passa tão desapercebido, mas não deveria ser assim.

um pôr do sol é um evento. uma despedida. um muito obrigada. amigos reunidos. violão. vozes. risadas. alguma bagunça. é o final de mais um dia de inverno. um muito obrigada.

toda segunda-feira deveria ser assim.
• resoluções da semana - a vida como ela não é, conteúdo completo no site: cotidianodela.com.br • #cotidianodela #elaeocotidianodela

1 weeks ago comment 6 star 810

Leia ouvindo: soaked oats - houdini
não é o final de mais um dia, é uma boa oportunidade de meditação.
já parou para pensar em tudo que você fez hoje?
das mais simples as mais complexas coisas da nossa lista de afazeres.
analise.
medite sobre cada item.
fique a vontade para chorar.
tem dias que é assim mesmo.
não se culpe, não adianta.
se você tivesse feito diferente, o resultado não seria esse aí.
a gente precisa aprender a não julgar os outros, mas principalmente, precisamos urgentemente parar de julgar nós mesmos.
todas as nossas atitudes são milimetricamente pensadas e julgadas por nós.
antes de todos eles, é só a gente. aqui dentro.
e eu pergunto: qual é a necessidade?
por que a gente precisa ser tão rude? por que nosso grau de exigência é tão alto?
sabe amiga, não existe alívio imediato, mas existe apoio. ontem eu chorei. hoje eu ri, mas já já eu choro de novo.

talvez eu não dê conta, mas dai eu penso: o que é dar conta?
olho para a lista de tudo que eu fiz. fico a vontade para chorar. a vontade é diferente de ter vontade.
tá tudo bem, não é uma briga, é um abraço.
amanhã tem mais.
tem mais lista, afazeres, dia, gente, a gente com a gente mesmo. • final de dia, por @jujumanzato • foto do @marionastri #cotidianodela #elaeocotidianodela

1 weeks ago comment 106 star 2,630

No bloco de notas dela. #cotidianodela #elaeocotidianodela

1 weeks ago comment 5 star 2,141

Leia ouvindo: ... silêncio.
tentei inúmeras vezes começar esse texto.
cacei as mais diversas # para entrar no personagem.
me emocionei com vídeos, fotos e legendas.
mas eu não consigo sentir. admiro quem sente. (silêncio). ele nunca usou capa.
muito menos assumiu qualquer papel de rei.
era bom mesmo em criar expectativas e jogá-las no canto, como se não tivessem sido nada.
sempre soou egoísmo.
as vezes que eu precisei, ele não estava ali.
quem segurou a minha mão tinha outro nome.
ele foi o meu primeiro limão.
foi com ele que eu aprendi a fazer limonada.
nunca foi fácil, mas era o que ele tinha para oferecer.
era o repertório. era o histórico. era o jeito dele de ter uma relação.
demorei anos de vida e terapia para finalmente entender que aquilo era o melhor que ele tinha.
e tava tudo bem.
está tudo bem.
foi então que eu entendi as ações e reações.
vi com clareza o que era ressignificar.
não era como eu imaginava ou gostaria, mas se fosse, provavelmente minhas asas não existiriam e eu não teria aprendido a fazer a mais saborosa limonada.
eu não teria ido para o mundo.
eu não teria tido coragem.
ele me fez acreditar que o melhor para mim não está no que eu peço, mas em como eu recebo o que me é dado.
paternidade e maternidade precisam ser ressignificados todos os dias.
não é pai ou mãe.
são adultos tentando acertar, errando, indo, voltando, carregando culpa, alívio, vontades e vida.
pulsam como você.
se machucam como você.
sentem como você.
eles só vieram antes para a realidade.
existem relações que são poesia, em outras falta prosa.
troca.
tudo.
mas o que é tudo quando descobrimos o valor das asas?
ah, o sonho da asa própria.
não é mais um texto sobre o dia dos pais. é o meu texto sobre o dia dos pais.
é a minha fratura mais exposta, e por que não? mais humana.
obrigada pelas asas!
obrigada por me dar tudo o que você tinha, ou até, o que não tinha. • não é mais um texto sobre o dia dos pais, por @jujumanzato#cotidianodela #elaeocotidianodela

2 weeks ago comment 51 star 1,217

Leia ouvindo: @ritaleejones - ovelha negra
observo.
tudo e todos.
acho que observar é uma arte. é humano também.
o observador não precisa ser reconhecido como um.
gosto de observar porque vejo no outro muito de mim.
vejo o que suporto e porque suporto.
vejo o insuportável e boto reparo: por que me incomoda tanto?
observando o outro, aprendi o real sentido de poder.
somos poderosos. conseguimos observar o outro e temos o poder de mudar nós mesmo.
o poder não está nas vantagens do o outro sob você, está em você mesmo.
observando, você entende o repertório e referência do outro. como num click, entendemos finalmente que empatia não é só se colocar no lugar do outro.
é, além de se colocar no lugar do outro, se colocar, sem as suas referências ou repertório. se não fizer, vai julgar a situação com o seu olhar, e vejamos... o seu olhar é a sua verdade, não a do outro.
muito se fala sobre amor, mas observando, aprendemos sobre compaixão.
nunca relevei tantas situações e pessoas.
não deixo de achar insuportável, mas sabe aquela história de se calar para não machucar? pois bem.
observando o outro, eu me observo.
o silêncio anda valendo - realmente - ouro. mas observar, bom, observar é um belo diamante. • observar, por @jujumanzato#cotidianodela #elaeocotidianodela

2 weeks ago comment 20 star 923

Aos 30, aos 40, aos 50!
idades diferentes, personalidades complementares, histórias únicas, valores similares, experiências compartilhas e inúmeras vírgulas em comum.
em diferentes idades a pergunta é a mesma: o que é que eu to fazendo da minha vida?
eu, @jujumanzato, luciana @lpgiorgi e @yaraachoa queremos encontrar uma resposta, ou pelo menos o início dela no #cotidianotalks 😍, bate papo descontraído que vai rolar no #mitpoint aqui em são paulo!
o evento acontece dia 15/08, quarta-feira, a partir das 19:30h no espaço mit point no @jkiguatemi 😊
eu acho que esse encontro é um baita motivo para nos conhecermos pessoalmente e falarmos dos mais diversos assuntos relacionados a esse fantástico universo feminino.
vamos juntas?
espero vocês!
as vagas são limitadas e precisam de confirmação por e-mail: mitpoint@mitsubishimotors.com.br
combinado? 😊
to doida querendo conhecer vocês! #cotidianodela #elaeocotidianodela

2 weeks ago comment 9 star 279